Desenvolvimento da fala

O desenvolvimento da fala começa logo que a criança nasce.
Porém, para que ela aprenda a se comunicar, é preciso que os pais acompanhem este processo.
Veja como ajudar seu filho nesta importante etapa da vida

 

As primeiras sílabas
Entre o 2o e o 3o mês de vida, o bebê apresenta os primeiros sons e sílabas. Neste período, que vai até os 11-12 meses, os pais devem responder aos sons dele com frases curtas, sempre olhando para a criança, para que ela perceba como acontece um diálogo. Até o 6º mês é fundamental que o nenê seja amamentado. E isto não é apenas por uma questão de saúde. É que o movimento de sugar estimula a musculatura da língua, lábios e bochechas, deixando-as aptas para pronunciar palavras. A introdução de alimentos sólidos também é importante. Ela deve começar com comidas pastosas e, com o surgimento dos dentes, por volta dos 6-7 meses, as semi-sólidas. A mastigação precisa ser estimulada, pois também desenvolve a musculatura dos órgãos fonoarticulatórios. Os pais também podem ajudar neste processo com brincadeiras como estalar os lábios e a língua.

 

Estimulação da musculatura
Com cerca de um ano o pequeno já arrisca algumas palavras: mamãe, papai, quer, dá e o próprio nome. Nesta fase, que vai até os 2 anos, ele deve ser incentivado a comer alimentos mais duros como pão, legumes e carnes. O ideal é que sejam cortados em pequenos pedaços, assim ele é obrigado a mastigá-los. Também deve-se evitar servir purês e massas com freqüência, pois eles não exigem esforços da musculatura da boca.  Fique atento para não cometer um erro muito comum entre os pais, que é adivinhar o que o filho quer. Por exemplo, quando ele aponta para um brinquedo, os adultos devem evitar pegá-lo sem que ele o peça verbalmente. Do contrário inibe-se a produção oral, fazendo com que ele se acomode. Ao utilizar a mamadeira, para que faça o movimento correto com a boca ao sugá-la, a peça deve ter o bico ortodôntico, que se assemelha aos mamilos do seio. Não aumente o furo da mamadeira. Se o líquido sair muito facilmente, a criança não exercita os músculos da região bucal. Se o pequeno usar chupeta, opte pelas ortodônticas e restrinja seu uso a algumas horas do dia. Tanto a mamadeira como a chupeta não podem ser usadas por mais de dois anos, pois podem provocar alterações musculares da língua e do lábio, dificultando a fala.

 

O exemplo dos pais
É preciso estimular a criança falando corretamente e evitar gírias e palavras erradas. Os pais e as outras pessoas com quem convive devem dar o exemplo. Os adultos não podem imitá-la, por mais engraçadinho que seja. Quando ela pedir “Quelo lefligelante”, a mãe deve dizer: “Você quer refrigerante? A mamãe vai buscar o refrigerante”. Desta forma o filho ouve a maneira correta e tentará imitar da próxima vez.

Fonte:
Revista Meu Nenê